5 de abr de 2013

Palestra muito interessante sobre direitos autorais, criatividade, e pirataria...

Como nossos filhos estão crescendo?!

22 de mar de 2013

Marco Feliciano, deputado/pastor?!?!?!

Muito tem se dito nos últimos dias sobre o Pastor Marco Feliciano, e sua nomeação para presidente da comissão de direito humanos da câmara dos deputados.
Videos do pastor na internet o mostram fazendo afirmações diversas sobre gays, sobre africanos, sobre coisas que ele pensa serem/estarem errados, com base no que a Biblia diz. É opinião pessoal, é crença, e deve ser respeitado, mas ele também não pode desrespeitar aqueles que ele pensa serem/estarem errados.

Pastor ou não, ele é uma figura pública, e não está ali apenas representando aqueles que votaram nele. Isso é um engodo do nosso sistema eleitoral. Mas isso é conversa pra outro post.

Recentemente, uma jornalista do SBT, Rachel Sheherazade, comentou que ele foi eleito com voto popular, e que não se devia confundir o pastor do deputado.

Concordo com o que ela diz sobre a questão do voto, ele realmente foi eleito via voto popular. E tem o direito de assumir qualquer outra função que lhe seja designada por seu partido. O que não podemos ser ingênuos é acreditar que o referido pastor não usará de suas crenças na administração da comissão. Se ele pensa serem os gays pessoas doentes, qual será a política dele para crimes contra gays? Se ele pensa que determinado grupo de pessoas não está de acordo com as crenças dele, será que saberá discernir os dois?

Mas será que qualquer outro deputado o saberia? Ou todos deverão dar suas opiniões sobre temas polêmicos antes de serem nomeados para a comissão?

Penso que essa discussão é muito mais profunda. Pensemos nisso!!

Tiago    

20 de dez de 2012

Asa Branca

E não é q to voltando a tocar violão mesmo!!!

Tá ai uma aula muito legal de "Asa Branca", em homenagem ao centenário de Luiz Gonzaga...

Quando tiver tocando legal vou tentar criar um video meu tocando... isso se o mundo não acabar amanhã!!!



vlw


4 de dez de 2012

Violão

Depois de muito tempo sem pegar num violão, voltei a tocar...

e não é que eu até lembrei algumas coisas?!?!?!

bom, um site que tem me ajudado muito nesses dias é o cifraclub.com.br

neste site há uma área de aprendizagem, com video-aulas de teoria, de músicas, enfim, uma mão na roda...

minha última música (re)aprendida foi APESAR DE VOCÊ, de Chico Buarque...

então é isso, pra quem quer aprender violão, esse é um bom começo...

Até mais

Tiago


13 de mar de 2012

PREVISÕES DOS FUTURÓLOGOS PARA AS OLIMPÍADAS RIO 2016

Recebi esta por email, e compartilho por aqui... vamos ver o quanto está certo...o tempo dirá...

1. ONGs vão pipocar dizendo que apóiam o esporte, tiram crianças das ruas e as afastam das drogas. Após as olimpíadas estas ONGs desaparecerão e serão investigadas por desvio de dinheiro público. Ninguém será preso ou indiciado.

2. Um grupo de funk vai fazer sucesso com uma música que diz: vou pegar na tua tocha e você põe na minha pira.

3. Uma escola de samba vai homenagear os jogos, rimando “barão de coubertin” com “sol da manhã”. Gilberto Gil virá no último carro alegórico vestido de lamê dourado representando o “espírito olímpico do carioca visitando a corte do Olimpo num dia de sol ao raiar do fogo da vitoria”.

4. Haverá um concurso para nomear a mascote dos jogos que será um desenho misturando um índio, o sol do Rio, o Pão de Açúcar e o carnaval, criado por Hans Donner. Os finalistas terão nomes como: “Zé do Olimpo”, “Chico Tochinha” e “Kaíque Maratoninha”.

5. Luciano Huck vai eleger a Musa dos jogos, concurso que durará um ano e elegerá uma modelo chamada Kathy Mileine Suellen da Silva.

Abertura dos jogos

1. A tocha olímpica será roubada ao passar pela baixada fluminense. O COB vai encomendar outra com urgência para um carnavalesco da Beija flor.

2. Zeca Pagodinho, Dudu Nobre e a bateria da Mangueira farão um show na praia de Copacabana para comemorar a chegada do fogo olímpico ao Rio. Por motivo de segurança, Zeca Pagodinho será impedido de ficar a menos de 500 metros da tocha.

3.. Durante o percurso da tocha, os brasileiros vão invadir a rua e correr ao lado dela carregando cartolinas cor de rosa onde se lê GALVÃO FILMA NÓIS, 100% FAVELA DO RATO MOLHADO.

4. Pelé vai errar o nome do presidente do COI, discursar em um inglês de merda elogiando o povo carioca e, ao final, vai tropeçar no carpete que foi colado 15 minutos antes do início da cerimônia.

5. Claudia Leite e Ivete Sangalo vão cantar o “Hino das Olimpíadas” composto por Latino e MC Medalha. As duas vão duelar durante a música para aparecer mais na TV.

6. O Hino Nacional Brasileiro será entoado a capellapor uma arrependida Vanuza, que jura que "não bota uma gota de álcool na boca desde a última copa". A platéia vai errar a letra, em homenagem a ela, chorar como se entendesse o que está cantando, e aplaudir no final como se fosse um gol.

7. Uma brasileira vai ser filmada varias vezes com um top amarelo, um shortinho verde e a bandeira dos jogos pintada na cara. Ela posará para a Playboy sem o top e sem o shortinho e com a bandeira pintada na bunda.

8. Por falta de gás na última hora, já que a cerimônia só foi ensaiada durante a madrugada, a pira não vai funcionar. Zeca Pagodinho será o substituto temporário já que a Brahma é um dos patrocinadores. Em entrevista ao Fantástico ele dirá que não se lembra direito do fato.

9. Setenta e quatro passistas de fio-dental vão iniciar a cerimônia mostrando o legado cultural do Rio ao mundo: a bala perdida, o trafico, o funk, o sequestro-relâmpago e a favela.

10. Durante os jogos de tênis a platéia brasileira vai vaiar os jogadores argentinos obrigando o árbitro a pedir silencio 774 vezes. Como ele pedirá em inglês ninguém vai entender e vão continuar vaiando. Galvão Bueno vai dizer que vaiar é bom, mas vaiar os argentinos é melhor ainda. Oscar concordará e depois pedirá desculpas chorando no programa do Gugu.

11. Um simpático cachorro vira-lata furará o esquema de segurança invadindo o desfile da delegação jamaicana. Será carregado por um dos atletas e permanecerá no gramado do Maracanã durante toda a cerimônia. Será motivo de 200 reportagens, apelidado de Marley, e será adotado por uma modelo emergente que ficará com dó do pobre animalzinho e dirá que ele é gente como a gente.

12. Adriane Galisteu posará para a capa de CARAS ao lado do grande amor da sua vida, um executivo do COB.

13. Os pombos soltos durante a cerimônia serão alvejados por tiros disparados por uma favela próxima e vendidos assados na saída do maracanã por “dois real”.

Durante os jogos

1. Caetano Veloso dará entrevista dizendo que o Rio é lindo, a cerimônia de abertura foi linda e que aquele negão da camiseta 69 da seleção americana de basquete é mais lindo ainda.

2. Uma modelo-manequim-piranha-atriz-exBBB vai engravidar de um jogador de hóquei americano. Sua mãe vai dar entrevista na Luciana Gimenez dizendo que sua filha era virgem até ontem, apesar de ter namorado 50 homens nos últimos seis meses, e que o atleta americano a seduziu com falsas promessas de vida nos EUA. Após o nascimento do bebê ela posará nua e terá um programa de fofocas numa rede de TV.

3. No primeiro dia os EUA, a China e o Canadá já somarão 74 medalhas de ouro, 82 de prata e 4 de bronze. Os jornalistas brasileiros vão dizer a cada segundo que o Brasil é esperança de medalha em 200 modalidades e certeza de medalha em outras 64.

4. Faltando 3 dias para o fim dos jogos, o Brasil terá 3 medalhas de bronze e 1 de ouro, esta ganha por atletas desconhecidos no esporte “caiaque em dupla”. Eles vão ser idolatrados por 15 minutos (somando todas as emissoras abertas e a cabo) como exemplos de força e determinação. A Hebe vai dizer que eles são “uma gracinha” ao posarem mordendo a medalha, e nunca mais se ouvirá deles.

5. A seleção brasileira de futebol comanda por Ronaldo Fenômeno vai chegar como favorita. Passara fácil pela primeira fase e entrará de salto alto na fase final, perdendo para seleção de Sumatra.

6. A seleção americana de vôlei visitará uma escola patrocinada pelo Criança Esperança. Três meninos vão ganhar uma bola e um uniforme completo dos jogadores, sendo roubados e deixados pelados no dia seguinte.

7. Os traficantes da Rocinha vão roubar aquele pó branco que os ginastas passam na mão. Um atleta cubano será encontrado morto numa boate do Baixo Leblon depois de cheirá-lo. O COB, a fim de não atrasar as competições de ginástica, vai substituir o tal pó pelo cimento estocado nos fundos do ginásio inacabado.

8. Um atleta brasileiro nunca visto antes terminará em 57º lugar na sua modalidade e roubará a cena ao levantar a camiseta onde se lê: JARDIM MATILDE NA VEIA.

9. Vários atletas brasileiros apontados como promessa de medalha serão eliminados logo no inicio da competição. Suas provas serão reprisadas em 'slow motion' e 400 horas de programas de debate esportivo vão analisar os motivos das suas falhas.

Após os jogos

1. Um boxeador brasileiro  de 1,85m estrelará um filme pornô para pagar as despesas que teve para estar nos jogos e por não obter patrocínio.

2. Faustão entrevistará os atletas brasileiros que não ganharam medalhas. Não os deixará pronunciar uma palavra sequer, mas dirá que esses caras são exemplos no profissional tanto quanto no pessoal, amigos dos amigos, e outras besteiras.

3. No início do ano seguinte, vários bebês de olhos azuis virão ao mundo e as filas para embarque nos voos para a Itália, Portugal e Alemanha serão intermináveis, com mães "ofendidas", segurando seus rebentos...

6 de set de 2011

Manifesto pelo Voto Distrital

Manifesto pelo Voto Distrital


A essência de um regime de liberdades públicas está na representação popular. Numa democracia, os Três Poderes da República nascem da manifesta vontade do povo, mas é o Legislativo que simboliza a efetiva participação dos cidadãos nos destinos da nação. É o Congresso que, quando independente e ciente de suas responsabilidades, colabora para o fortalecimento das instituições democráticas.
Só as democracias podem exercer a devida autocrítica, aprimorando seus mecanismos de representação, buscando mais eficiência nos sistemas de tomada de decisão, deixando florescer os espaços para o contraditório, para o debate, para as ideias, para a pluralidade e para a diversidade. O Congresso brasileiro tem prestado relevantes serviços à sociedade, mas precisa buscar o aprimoramento da representação, de modo que espelhe com maior fidelidade a vontade do povo.
Sair às ruas e conversar com as pessoas é sentir a indignação pulsando contra uma política que já não representa como deveria, da qual pouquíssimos ousam se orgulhar. Política que sistematicamente vem legando ao segundo plano o compromisso com a legitimidade do sistema democrático. Política que, simplesmente, deixou de prestar contas de suas ações e distanciou-se da sociedade, definitivamente. O Poder Legislativo tem hoje como referência muito mais o governo do que os eleitores.
O atual modelo de representação, baseado na proporcionalidade, teve seus méritos e contribuiu para o progresso do país, mas se tornou, infelizmente, fonte de graves problemas para o próprio Poder Legislativo, contribuindo para o descrédito da instituição. Não podemos manter um sistema de representação que acaba conduzindo à Câmara dos Deputados parlamentares ignorados ou repudiados pelos próprios eleitores, que obtêm assento no Poder Legislativo com a ajuda de “puxadores de votos”, pinçados, muitas vezes, no mundo das celebridades. O voto distrital, ademais, baratearia enormemente o custo das campanhas eleitorais, processo que, por si mesmo, contribuiria para diminuir o financiamento ilegal de candidaturas.
Defendemos o voto distrital. Acreditamos que o eleitor tem de manter vivo na memória o seu voto, o que certamente acontecerá quando um parlamentar representar o seu “distrito”. Esse voto, condicionado também pela geografia, traz o benefício adicional de evitar que a Câmara dos Deputados se limite a uma Casa de representação de lobbies. O Congresso não pode ser uma reunião de meras corporações a serviço de interesses setoriais. Justamente porque queremos um eleitor mais próximo do eleito de seu distrito, repudiamos ainda o chamado “voto em lista fechada”, proposta que fortaleceria unicamente as burocracias partidárias, permitindo a eleição de parlamentares sem rosto.
O voto distrital, ao dar poder ao eleitor para fiscalizar e cobrar o desempenho de seus representantes, contribuirá para melhorar o Poder Legislativo, o que elevará a qualidade da nossa democracia. Abracemos essa ideia e façamos chegar a nossa vontade ao Poder Legislativo, que, em boa hora, mostra-se disposto a fazer a reforma política.
Que os deputados, tornados quase anônimos logo depois das eleições, assumam um rosto: o rosto do povo brasileiro!

5 de abr de 2011

Material para leitura sobre evolução

Olá pessoas

Estão disponibilizados para download os materiais para leitura, sobre evolução.
Aproveitem e boa leitura.

http://www.mediafire.com/?cbsazmrauvafq

Tiago Savignon

20 de fev de 2011

PROJETO EDUCAÇÃO!.!.!.!.!

Sempre ouço uns especialistas em EDUCAÇÃO dizendo que aumentar salário de professor não melhora a EDUCAÇÃO. Me pergunto como podem dizer isso? Baseados em que? Como testaram (ou se) houve algum tipo de teste? Como seria este teste: aumenta o salário de um grupo de professores, de outro grupo não aumenta (deixando-os indignados, claro) e compara as notas dos alunos ao longo de uns 3 anos.
Tenho procurado estes trabalhos. Nunca li nenhum. Assim que os achar escrevo novamente por aqui.
Até entendo quando dizem que somente aumentar salário não vai transformar nossos alunos e professores em melhores alunos e professores. Concordo com isso. O problema é muito mais complexo. Envolve um número de variáveis tão grande que simplificar assim é perigoso.
Mas precisamos nos colocar no lugar dos professores. Ver sua conduta. Ver sua luta. Sua vida.
Estive em sala de aula por apenas três anos (professor estadual/RJ), e ainda sou tutor no CEDERJ/VR. O que escrevo aqui é baseado em informações obtidas nesse tempo, somado a toda minha vida acadêmica.
Destes três anos que pude estar na sala dos professores (mais importante que a sala de aula para esta análise), tanto no período matutino quanto noturno, o que mais me chamou atenção foi o quanto meus colegas trabalham. A grande maioria trabalha em 3 ou 4 escolas diferentes. Eu era o único (por felizes razões pessoais) do corpo docente que somente trabalhava em duas escolas. Alguns diziam já ter trabalhado quase 80 horas/aula/semana em um certo período. Pergunto-me o motivo, e que tipo de aula estes professores conseguem dar?
A primeira resposta parece fácil. É preciso dinheiro, ou se quer ganhar mais dinheiro, pagar contas, ter uma casa, um carro, algum lazer (quando estiver de férias), ou seja, aquilo que quase todo ser humano quer. Pelos meus conhecimentos de quanto um professor como ele (o de 80 horas/aula/semana), nas escolas que sei que ele dava aula, ganha, este super-salário (lembre-se que a semana tem potenciais 90 horas/aula) deveria chegar a 10 mil reais. Contando que 27% o Leão tomava para dele, sobravam aproximadamente 7 mil reais/mês. Isto foi em 2008/2009.
Estou escrevendo em 2011. Já não dou mais aula, a não ser no CEDERJ (onde efetivamente não dou aula, mas tutoria – outra história). Passei num concurso público, estou esperando ser chamado para trabalhar na FIOCRUZ/RJ. Nesta história de fazer concurso público, comecei a conversar mais sobre o assunto com outras pessoas, a ler alguns editais...etc
Um destes me chamou atenção. Era para engenheiro do BNDES. O salário era de aproximadamente oito mil reais, 35 horas semanais, além de auxilio creche/ensino fundamental/ensino médio (significa ganhar algum extra se o filho estiver em idade escolar, não importa o nível), vale alimentação de aproximadamente 800 reais (pra se ter noção, é mais que o salário de um professor no ensino fundamental/médio para 12 horas/aula/semana no Estado do Rio de Janeiro – atuais 750 reais.), auxilio médico/hospitalar/odontológico, vale transporte...) e por aí vai.
Apenas por este relato, vemos que um professor, que deve ter sob sua responsabilidade, em todas as escolas que leciona, algo em torno de 500 crianças/adolescentes, que tem uns 6 chefes (os diretores das escolas <sem contar as orientadoras pedagógicas, nada contra>), precisa trabalhar pelo menos 3 vezes mais que um engenheiro (estou contando aqui o enorme número de provas, trabalhos, diários e qualquer tipo de serviço que deverá ser feito em outro horário que não o que ele está na escola) para ganhar um valor inferior. O QUE O ENGENHEIRO FAZ DE TÃO IMPORTANTE OU MELHOR QUE ESTE PROFESSOR???
Se analisarmos com muita calma, chegamos à conclusão infeliz que a sociedade atual, onde incluo a minha própria classe - os professores, os pais, os alunos, os políticos... a lista é longa -  não dá o menor (ou devido) valor para o professor. Nossos filhos passam mais tempo com os professores do que nós mesmos. São muito influenciados por eles, podem aspirar alguma coisa da vida pelo exemplo que da sala de aula, e ainda sim só ouvimos e falamos que é um absurdo pagar isto para os professores, e não fazemos nada.

A segunda resposta, sobre o tipo de aula que este professor dá, também parece fácil. É uma aula mecânica, sem motivação, sem reflexão, sem paixão. Como diriam os filósofos: “o sprofessor sujeito humano...”. Não há energia, voz, vontade, que sobreviva a 80 horas de aula numa semana. É inegável que durante este período os alunos que estiveram sob a tutela deste professor foram de alguma forma prejudicados. Nesta situação, qual auto-avaliação ele poderia fazer em relação a seu trabalho? Qual tipo de avaliação ele poderia fazer com os alunos? Como ele melhoraria? Quem diria isso a ele?
Mas podemos puni-lo? Podemos dizer que ele estava sendo ganancioso, querendo dinheiro demais? Quem somos nós, os de fora, para sabermos das necessidades financeiras deste cidadão? Caso contrário seria muito fácil, não é?

Este é apenas um caso, mal contado, apenas de lembrança, mas que muito chamou minha atenção, tanto à época quanto agora. E será que acontece com outros professores? Minha resposta, empírica, é sim.
Posso perceber que de forma geral os professores ganham pouco, e por isso trabalham muito, em muitas escolas, e por fim as aulas que lecionam não devem ser as melhores, em termos potenciais (dedução minha). Será que tem solução?
Quando ainda lecionava, foi à escola uma funcionária explicar um plano do governo federal para melhorar a educação. Explicou quais eram as atribuições da escola, dos professores, o que deveriam fazer, como solicitar verbas, como prestar contas, como montar projetos... mas em nenhum momento havia uma contrapartida para o professor, seja em termos salariais, seja em tempo para capacitação, sejam cursos de aperfeiçoamento com diminuição de carga horária na escola...
Sejamos francos, como vamos melhorar alguma coisa assim? Gostamos de dar aula, mas as contas continuam chegando...

A minha idéia para melhorar a educação

Como professor, defendo a valorização do nosso trabalho. Mas acredito que somente aumentar o salário não vai resolver da maneira necessária. Acredito que, uma vez que os problemas educacionais são complexos, a solução não pode ser simples. O que proponho aqui é voltado para a educação pública.

Alem de melhorar o salário dos professores, é necessário que o professor não tenha tantos chefes, que não trabalhe em tantas escolas. Isso já permitiria um melhor desempenho porque o número de alunos atendidos seria menor. Como fazer isso? Atrelar o aumento de salário do professor ao fato de não poder trabalhar em mais de uma ou duas escolas. Assim, o mínimo que um professor passaria em uma escola seria de 24 a 30 horas semanais. Com isso, projetos extraclasse, atendimento personalizado, atividades direcionadas para alunos com problemas específicos, tudo isso seria viável de acontecer. Do jeito que é hoje, não vejo como poderia funcionar uma recuperação paralela, por exemplo.

Uma outra contrapartida do professor para ter o aumento de salário seria a obrigatoriedade de participação de um curso de aperfeiçoamento ou capacitação anual. Estas poderiam acontecer no recesso (julho) ou no fim de janeiro/início de fevereiro. Este seria um meio de melhorar o corpo docente para melhores aulas.

Uma terceira contrapartida (para loucura dos sindicatos) seria um processo de avaliação do professor, seja em termos de conhecimento, seja em termos pedagógicos. Essa avaliação poderia ser anual (talvez em conjunto com o curso de capacitação).


Espero que me entendam, e postem comentários, por favor...

18 de fev de 2011

EDUCAÇÃO.!.!.!.

Depois de um longo período que não escrevo nada, resolvi voltar e quero começar a escrever sobre EDUCAÇÃO. A educação brasileira e mundial (não é só um problema nosso) vai mal.
Tem-se discutido bastante sobre o tema, sobre progressão continuada, sobre se devemos ou não reprovar no início do ensino fundamental, sobre aumentar ou não o salário dos professores, se isso pode ajudar ou não (os professores eu tenho certeza que iria ajudar)...

Enfim, o nosso problema é que as nossas crianças não estão aprendendo.
_____________________________________________________________________________________

Boa notícia, pelo menos até agora. Um absurdo a ser corrigido em lei. Se um prefeito, governador ou presidente não investir o que deve em Educação ele não só não sofre nada na vida pessoal e política, como o município (no caso de prefeitos) deixa de receber outros tipos de verba pelo erro do prefeito antigo. quer dizer, fica mais prejudicado ainda.
Um projeto em tramitação muda a lei, e o chefe do executivo pode ser punido com perda de cargo, perda de direitos políticos ou mesmo prisão.

Assim pode ser que os caras não descumpram a lei sem medo algum.

A reportagem está ai embaixo, ou no link
http://www.todospelaeducacao.org.br/comunicacao-e-midia/educacao-na-midia/13523/talvez-assim-eles-aprendam

QUEM TEM C´´´´´´*&%*%¨ TEM MEDO

Educação na mídia

 
18 de fevereiro de 2011

Talvez assim, eles aprendam

Projeto de lei do Executivo, ainda em tramitação no Congresso Nacional, torne inelegíveis governantes que investirem na Educação menos de 25% da verba arrecadada com impostos

Um projeto de lei encaminhado à Câmara dos Deputados em dezembro do ano passado pelo Executivo pode pôr prefeitos e governadores em maus lençóis quando os gastos com a Educação não seguirem à risca o percentual determinado pela Constituição Federal. A proposta define que os gestores poderão ser responsabilizados juridicamente, caso não apliquem o mínimo de 25% das arrecadações com impostos na Educação. Já a União deve investir 18% na área e também poderá ser responsabilizada caso a lei seja aprovada.

Atualmente, os gestores que não gastam com a Educação o mínimo previsto na lei não são responsabilizados de forma direta. Quem sofre as consequências é o próprio município, que tem os recursos bloqueados e fica ainda mais prejudicado por causa da má administração pública. Se aprovada a proposta, os chefes do Executivo poderão ser punidos com perda do direito ao cargo público e dos direitos políticos, além de serem obrigados a ressarcir o Tesouro pelo prejuízo causado.

O projeto tramita em caráter prioritário e será analisado nas Comissões de Educação e Cultura, Constituição e Justiça e de Cidadania e não precisará ir à votação em plenário para ser aprovado. “Espero que a ideia seja bem aceita no Congresso. Essas medidas darão condições jurídicas para que os responsáveis pelas irregularidades sejam realmente punidos, além de reforçar o controle da sociedade em um setor importante como a Educação”, afirmou o deputado federal Ângelo Vanhoni (PT-PR), ex-presidente da Comissão de Educação e Cultura na Câmara dos Deputados.

A Lei de Responsabilidade Fiscal estabelece prazo – até 30 de abril para os municípios e 31 de maio para os estados –, para que os gestores apresentem os resultados do ano anterior. No caso dos estados ou municípios não investirem a quantia mínima do seu orçamento total em manutenção e desenvolvimento do ensino, o Ministério da Educação envia, automaticamente, um comunicado aos tribunais de contas estaduais e ao Ministério Público informando o não cumprimento da lei.

“O sistema trabalha cruzando vários dados relacionados com os gastos no setor educacional, como as receitas estaduais e os dados do Tesouro Nacional. Quando detectadas irregularidades, ele não aceita as contas, que chegam de forma detalhada. As punições preveem cortes no envio das verbas firmadas em acordos com o governo federal e a suspensão de convênios”, explica Paulo César Malheiro, coordenador do Sistema de Informações sobre Orçamentos Públicos em Educação (Siope).

IRREGULARES
Se a proposta já estivesse valendo atualmente, nove governadores do mandato passado (de 2007 a 2010) teriam que explicar para o Ministério Público as razões para o descumprimento dos valores mínimos para Educação determinados pela Constituição. O Rio Grande do Sul foi o que ficou mais vezes na lista do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) dos estados que não cumpriram os investimentos anuais mínimos de 25% na área.

Em 2007, primeiro ano da administração da ex-governadora Yeda Crusius (PSDB), o estado gastou 17,5% das arrecadações em Educação. Nos dois anos seguintes, o índice aumentou: em 2008, chegou a 18% e, em 2009, 20%. Mesmo assim, os valores continuaram abaixo do que determina a Constituição.

Outros estados que também tiveram irregularidades apontadas nos relatórios apresentados pelo FNDE foram: Alagoas, Mato Grosso, Paraíba, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rondônia, Sergipe e Tocantins. Os relatórios estaduais são divulgados no site do fundo, no endereço www.fnde.gov.br.

22 de jan de 2011

Mais um email doido!!!

dessa vez é a Microsoft...

recebi este email e pra minha perda de tempo, resolvi testar... como sempre. nao dá em nada.
cada uma que o pessoal bola. quanta falta do que fazer.

ai está o dito do email. NAO AVISE OS AMIGOS, A NAO SER QUE ELES TB NAO TENHAM NADA A FAZER...!!!

""


 A Microsoft sabe quem você é...

A Microsoft sabe quem você é...
Esta notícia saiu no jornal 'The New York Times'!
Para aqueles que são cautelosos... A Microsoft sabe quem você é!!!
O Windows descobre quem é você!!!
Duvida disso ?!?!?!
O programa está muito bem escondido, mas foi denunciado por um  ex-funcionário        
da empresa.
Siga as instruções e fique pasmo com o que você vai ver:
- Vá ao Menu Iniciar
- Programas - Acessórios
- Calculadora
- Clique no Menu da Calculadora na opção Exibir
- Mude para opção Científica
- Agora digite 12237514 e depois pressione a tecla 'F5'
Você verá todos os seus dados pessoais.
AVISE AOS SEUS AMIGOS

""